• PDF
  • Imprimir

Alerj aprova proposta para que a CEG compre gás dos aterros sanitários

  • Qua, 12 de Dezembro de 2012 06:46
  • Das nove emendas parlamentares acatadas, três são da deputada Aspásia Camargo.


    A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro aprovou na última terça-feira, dia 11 de dezembro, em discussão única, o projeto de lei 1.845/12, que cria a Política Estadual de Gás Natural Renovável (GNR). A proposta do Poder Executivo, que prevê a compra pela CEG e CEG Rio de todo o biogás produzido pelos aterros sanitários incorporou nove emendas parlamentares: três são da deputada Aspásia Camargo.

    As emendas da parlamentar verde estabelecem que as concessionárias ficam obrigadas a publicar os contratos de compra, na íntegra, estabelecidos com os geradores de GNR, em veículo de comunicação de grande circulação no Estado e no Diário Oficial do Poder Executivo; a esfera de aproveitamento de resíduos destinados a produção de gás passa a incluir os agrícolas, como bagaço da cana, os industriais, e ainda o esgoto; e o Governo deve ficar habilitado a viabilizar a capacitação e disponibilizar linhas de financiamento para aquisição de tecnologias de produção, coleta e transporte do biogás.

    Alerj aprova proposta para que a CEG compre gás dos aterros sanitários