• PDF
  • Imprimir

Casa Civil: píer em Y vai para outra localidade

  • Qui, 30 de Maio de 2013 11:01
  • Cada vez mais perto da vitória. A paisagem agradece!

     

    Pouco a pouco, os elos do acordo para a mudança de localização do píer em formato de Y vão se fechando. Agora, o coro formado pela deputada Aspásia Camargo (PV), por urbanistas e arquitetos e pelo prefeito Eduardo Paes, ganhou uma aliada imprescindível: a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, que declarou ao O Globo que o atracadouro deverá mesmo ser deslocado para a frente dos  armazéns 6 e 7. A ministra incumbiu a  Secretaria de Portos de fazer novos estudos sobre o porto, mas pondera que a mudança impactará no cronograma da obra. Veja a matéria na íntegra no O Globo.

    Ontem, a Comissão de Saneamento Ambiental da Assembleia Legislativa ( Alerj), presidida por Aspásia Camargo (PV), e a Câmara Municipal do Rio de Janeiro, tendo à frente a vereadora Laura Carneiro (PTB), realizaram uma audiência pública sobre o píer em Y. O presidente de Docas, Jorge Mello, na ocasião, se mostrou preocupado em cumprir o contrato assinado com o Comitê Olímpico e disse que a obra seria interrompida somente se recebesse uma ordem da esfera federal. À noite, a ministra deu o parecer favorável ao deslocamento do píer.

    Aspásia Camargo está ciente de que o Porto do Rio ajuda a movimentar a economia do Rio, mas observa que a paisagem por si só é responsável por gerar trilhões de reais. "A paisagem é de fato o maior patrimônio da cidade e, por isso, deve ser preservada e protegida", declarou.  A deputada do Partido Verde está, aliás, tendo um papel protagonista no processo de transferência do píer de lugar. Aspásia é autora de uma Ação Popular, que hoje se encontra na 20ª Vara Federal, e de uma Representação no Ministério Público Estadual, em fase de distribuição. A ação popular da deputada chegou a suspender as obras em frente aos armazéns 2 e 3.

    Casa Civil: píer em Y vai para outra localidade