• PDF
  • Imprimir

Cartão-postal sujo de esgoto

  • Ter, 04 de Fevereiro de 2014 08:25
  • Ação por placas nas praias chega à Enseada de Botafogo e ao Flamengo. Muito lixo e mau cheiro denunciam o que todos já sabem: água e a areia estão 100% impróprias para uso!

    A Enseada de Botafogo é símbolo do deslumbramento que as paisagens cariocas podem proporcionar a moradores e turistas. Porém, no estado em que se encontra, é bom admirá-la somente via cartão-postal, pois, segundo o último boletim do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e a Secretaria de Meio Ambiente do Rio, a água e a areia da praia estão impróprias para uso há mais de um ano. O mesmo ocorre na praia do Flamengo, que costuma ficar abarrotada de freqüentadores durante o final de semana. A ação pela divulgação da Lei das Placas nas praias esteve na orla de Botafogo e do Flamengo, no último dia 2 de fevereiro, domingo.

    praias-flamengo-01"A ação constatou que o cheiro de esgoto no local é muito forte. A saída do rio Banana Podre, em Botafogo, controlada pela Cedae, estava aberta, despejando muitos resíduos na Baía de Guanabara. Os moradores cobraram a revitalização da Enseada. Um deles chegou a dizer que se sente excluído pelo Estado, apontando o saneamento imediato como a única solução, conforme venho dizendo há tantos anos", disse a deputada Aspásia Camargo, presidente da Comissão de Saneamento Ambiental da Assembleia Legislativa.

    No final de 2013, a parlamentar aprovou na Alerj a Lei 6.496, de sua autoria, que obriga o Governo do Estado a instalar na orla painéis que informam se o mar e a areia estão próprios ou impróprios. Desde o início de janeiro, Aspásia e sua equipe estão nas praias divulgando a lei e pressionando o Poder Público a colocar as placas, ainda neste verão. Uma das novidades que a lei traz é justamente obrigar o governo a divulgar as condições das areias da orla: "O carioca não tem o hábito de entrar no mar, em Botafogo, mas a areia é point de prática de esportes, treinos, caminhadas. No entanto, ela está imprópria", alertou Aspásia.

    Um funcionário da Comlurb, que estava no local, informou que a empresa chega a retirar duas toneladas de lixo da praia de Botafogo, todos os dias. "Ouvimos ainda reclamações de presença de ratos, muitos urubus, baratas, lacraias, pombos e fezes. Isso tudo em um dos palcos dos Jogos Olímpicos de 2016", acrescentou a deputada.

    praias-flamengo-02Na praia do Flamengo, a situação é ainda mais preocupante. Eis um lugar reconhecidamente poluído, com uma freqüência de banhistas intensa. E, mais uma vez, é gritante a questão da falta de saneamento. "Muitas pessoas reclamaram da Estação de Tratamento do Rio Carioca, que deságua no mar já carregado de muito esgoto, levando às redondezas um incômodo mau cheiro. Foi constatada ainda a presença de muito lixo na Baía de Guanabara, assim como da poluição a olho nu, haja vista a areia escura e muito mau cheirosa", contou Aspásia.

    A ação, mais uma vez, recebeu o apoio de banhistas, praticantes de esportes, ambulantes e donos de quiosque e até mesmo dos garis, que temem pelas más condições de seu local de trabalho.

    Cartão-postal sujo de esgoto