• PDF
  • Imprimir

Aécio Neves, o maior amigo do Rio

  • Qui, 23 de Outubro de 2014 11:24
  • destaque-aecio-site-home2

    Um folheto infame vem sendo espalhado na porta dos metrôs. Em nome da democracia, a minha resposta é essa.



    news-site-aecio2014-01

    Neste segundo turno, a ser decidido no próximo domingo, Aécio não é mais o candidato apenas de seu partido e dos aliados do 1º turno. Novas forças políticas juntaram-se a ele, dando apoio à sua campanha e alargando sua representação.

    Hoje, Aécio é o candidato de uma ampla corrente que deseja mudar os rumos do Brasil e corrigir as desastradas escolhas que levaram ao fracasso da política econômica. É o candidato de Marina, de Romário, de inúmeros artistas que dignificam a cultura brasileira. É o candidato dos democratas da esquerda e dos trabalhadores, que precisam de empregos qualificados, e vivem ameaçados pela inflação.

    A primeira grande mudança é corrigir os rumos da economia que levaram ao crescimento zero e à volta da inflação. Mas a mudança também tem que estar na política – e esse é o legado de Marina – para acabar com o loteamento dos cargos públicos entre políticos interessados apenas em si mesmos, onde a divisão de poder estimula o toma-lá-dá-cá que deteriora a política brasileira.

    A mudança tem que passar pela simplificação dos impostos, capaz de aliviar a carga tributária e estimular o espírito empreendedor do nosso povo. Tem que passar pela revolução educacional a partir da creche, com a universalização da escola em tempo integral. Tem que passar pelo aperfeiçoamento do SUS e a reforma na saúde, onde os repasses federais diminuíram de 54% para 45% representando uma perda de 9 bilhões de reais por ano.

    Outra mudança importante é na segurança pública, onde o governo nem sequer gastou os parcos recursos do orçamento destinados a isso, o que permite que armas e drogas entrem pela fronteira de países que o Brasil trata como sócios.

    Essa mudança não pode ser conduzida pela equipe do atual governo, pela simples razão de que foi essa equipe que nos levou ao descalabro atual. É urgente mudar a estratégia do governo, e a única maneira de fazer isso é mudar o governo.

    news-site-aecio2014-02news-aecio2014-16-t

    Aécio Neves, o maior amigo do Rio