• PDF
  • Imprimir

Japão: políticas inspiradoras para o Rio

  • Qui, 17 de Fevereiro de 2011 07:08
  • Japão: terra do sol nascente. Rio de Janeiro: terra do sol pura e simplesmente. Existem bem mais afinidades entre esses pontos opostos do planeta. E elas foram discutidas em reunião entre a deputada Aspásia Camargo e o Cônsul Geral Adjunto japonês Hajime Kimura no último dia 16 de fevereiro, quarta-feira, em restaurante no Museu de Arte Moderna do Rio. “Precisamos valorizar essas afinidades e convertê-las em trocas culturais e políticas”, disse a parlamentar.

    kimura                 Aspásia Camargo e cônsul-geral adjunto Hajime Kimura

    Ela trouxe o tema da agricultura japonesa, sobretudo a orgânica, que é de alta qualidade e pode ser um exemplo para o Rio de Janeiro. “Quem sabe não seremos o estado da agriculta orgânica? Podemos estimular a instalação de uma grande cooperativa aqui”, completou.

    Outro objeto de inspiração para o Rio de Janeiro, de acordo com a deputada, é a despoluição da Baía de Tóquio, já que o estado vive uma corrida para limpar as águas da Baía de Guanabara até as Olimpíadas.

    O Japão também está aprendendo com o Rio: a sambar e a ouvir Bossa Nova. “Eles aprenderam a gostar da nossa música popular e erudita”, lembrou Aspásia. Ela conta que, há mais de uma década, quando o Brasil ainda não havia reunido e editado as partituras de Villa Lobos, o Japão já disponibilizava esse acervo.

    Japão: políticas inspiradoras para o Rio