site - tudosobre - saneamentoA universalização dos serviços de saneamento é minha principal bandeira. Presido a Comissão de Saneamento Ambiental da Alerj pela segunda vez consecutiva.  As diligências que faço regularmente  e os números oficiais comprovam  que o Estado do Rio de Janeiro está de mal a pior quando o assunto é saneamento. A Cedae, empresa  responsável pelo fornecimento dos serviços de água e esgoto em 64 dos 92 municípios do estado, mostra que não tem fôlego nem capacidade para atender a população do estado. Por conta disso, o mar, lagoas e rios estão absolutamente poluídos.

Apenas 39,2% da população dos municípios atendidos pela Cedae possuem rede de coleta de esgoto. Quando o assunto é tratamento de esgoto, o percentual cai para cerca de 13%. Segundo o balanço da empresa, o desperdício é de cerca de 50%.  E para piorar, não há uma agência reguladora para fiscalizar os seus serviços e quem determina o reajuste dos preços das tarifas é a própria empresa.

Água na bica duas vezes por semana não é satisfatório.Temos que correr mais para termos universalização dos serviços, mas nada mudará com a Cedae funcionando dessa maneira, precária e pouco transparente. Para atingir a universalização até 2020, ou no máximo até 2022, é preciso um planejamento rigoroso, com metas, redução de desperdício da água, intervenção pesada na rede, que é velha, e muito mais investimentos. A rede está absolutamente obsoleta, um passo para que aconteçam grandes desastres, como a na adutora do Mendanha, que vitimou uma criança.

Nesse espaço, colocarei sempre informações relevantes sobre saneamento. A universalização dos serviços é uma batalha imperiosa de todos.

 

 

  • PDF
  • Imprimir

Muito esgoto no palco dos Jogos Olímpicos

  • Ter, 04 de Outubro de 2011 05:05

Diligência realizada pela Comissão de Saneamento Ambiental da Assembleia Legislativa no Complexo Lagunar da Barra da Tijuca no último dia 3 de outubro, segunda-feira, deu a dimensão do problema do esgotamento sanitário em um dos principais palcos das Olimpíadas de 2016. Dos 3,5 a 4 mil litros de esgoto por segundo que toda a região da Baixada de Jacarepaguá produz, estima-se que menos da metade tenha destinação correta.

Leia mais: Muito esgoto no palco dos Jogos Olímpicos

  • PDF
  • Imprimir

Saneamento: Centro e Barra da Tijuca na mira

  • Qui, 22 de Setembro de 2011 04:25

 Os próximos pontos de visitação da Comissão de Saneamento Ambiental da Alerj serão Centro e Barra da Tijuca. As diligências foram deliberadas em reunião no último dia 21 de setembro, quarta-feira. A primeira vistoria acontece no Centro, no dia 26 de setembro,  e é apoiada pela subprefeitura do bairro que cedeu dados a comissão. “Em determinados locais o esgoto jorra pelas ruas”, explicou a presidente Aspásia Camargo.

Leia mais: Saneamento: Centro e Barra da Tijuca na mira

  • PDF
  • Imprimir

Em 2016, tudo tem que estar despoluído

  • Sex, 12 de Agosto de 2011 13:08

A deputada Aspásia Camargo (PV-RJ), presidente da Comissão de Saneamento Ambiental da Alerj, o deputado federal Otávio Leite (PSDB-RJ)e o procurador da República Mauricio Andreollo, da área de meio ambiente do Ministério Público Federal do RJ, visitaram nesta quinta-feira (11/8) o Complexo Lagunar de Jacarepaguá, a convite do biólogo Mario Moscatelli.

Leia mais: Em 2016, tudo tem que estar despoluído

  • PDF
  • Imprimir

Comissão de Saneamento aprova realização de seminários sobre esgoto e lixo

  • Qui, 04 de Agosto de 2011 17:49

A Comissão de Saneamento Ambiental da Assembleia Legislativa se reuniu no último dia 4 de agosto, quinta-feira, e deliberou a realização do seminário Alternativas Jurídico-institucionais para os Serviços de Saneamento no Estado do Rio de Janeiro, que será realizado no dia 15 de agosto, segunda-feira, na Alerj. “Um de nossos objetivos é conhecer os modelos de gestão adotados em alguns municípios“, explica a deputada Aspásia Camargo, que é presidente da comissão. .

Leia mais: Comissão de Saneamento aprova realização de seminários sobre esgoto e lixo

  • PDF
  • Imprimir

Todos na luta pelo saneamento

  • Qua, 03 de Agosto de 2011 15:03

Apresentar os modelos de gestão adotados em alguns municípios é o objetivo do seminário Alternativas Jurídico- Institucionais para os Serviços de Saneamento no Estado do Rio de Janeiro, que será promovido no dia 15 deste mês, no auditório Nelson Carneiro da Alerj  - Anexo ao Palácio Tiradentes.  O evento será de 9h às 16h30 e as inscrições podem ser feitas pelos telefones (21) 2588-1646 ou pelo e-mail Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Leia mais: Todos na luta pelo saneamento

  • PDF
  • Imprimir

Estado do Rio pode ganhar uma lei para saneamento

  • Ter, 31 de Maio de 2011 21:01

Após três meses de diligências em vários pontos da Região Metropolitana do Rio de Janeiro com graves problemas de saneamento básico, no último dia 31 de maio, terça-feira, a Comissão de Saneamento Ambiental da Assembleia Legislativa  recebeu em audiência o presidente da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae), Wagner Victer.  A presidente da comissão, Aspásia Camargo, propôs a elaboração de uma lei estadual de política de saneamento para o Rio de Janeiro, bem como o aprofundamento da discussão sobre a política tarifária e um plano de metas para serem seguidas pela Cedae.

Leia mais: Estado do Rio pode ganhar uma lei para saneamento

  • PDF
  • Imprimir

Comissão de Saneamento Ambiental decide ir ao INEA

  • Qui, 12 de Maio de 2011 06:17

A Comissão de Saneamento Ambiental da Assembleia Legislativa decidiu, na reunião do último dia 11 de maio, quarta-feira, ir até o Instituto Estadual de Ambiente (Inea) e informar-se sobre o licenciamento ambiental da CTR de Belford Roxo diretamente com a presidente Marilene Ramos.  “O objetivo da visita ao Inea é acelerar o processo de acesso a tais documentos, pois a solicitação convencional demanda uma espera de 30 dias”, explicou a deputada Aspásia Camargo, que preside a comissão.

Leia mais: Comissão de Saneamento Ambiental decide ir ao INEA

Página 12 de 12